Corpos Outros

Porque somos todos pedaços alheios.

Já quis ser reto. Eu não quero mais.

 

“Eu tô assim sem fogo
Não quero jogo
nem competição
que o tempo aqui é cego
Não vou ser prego
da televisão

Eu tô sem fé nem santo
e peço tanto que me deixem em paz
Que o hoje em dia é quieto
Já quis ser reto
eu não quero mais

Vou caminhando,
vou ver o sol se pôr
eu vou na calmaria
até onde eu não queria
e vou andando
vou vendo o sol e a cor
já canso de apagar
imploro pra poder voar

Caí assim sem vontade
pela metade
eu vivo a esperar
Meu coração tá manso
eu só descanso
e espero passar
.”

 

 

Mallu Magalhães

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Fluescência

Porque somos todos pedaços alheios.

Fierce People

Porque somos todos pedaços alheios.

Pensar Longe

Porque somos todos pedaços alheios.

palavrasespalhadas

Just another WordPress.com site

Aqui dentro de mim

Porque somos todos pedaços alheios.

Lembranças Inconscientes

Porque somos todos pedaços alheios.

%d blogueiros gostam disto: