Corpos Outros

Porque somos todos pedaços alheios.

Arquivos da Categoria: Gabito Nunes

Medieval II

seaMe chamem de careta, de romântico, de antiquado ou os três juntos. Moderno é leite longa vida de meio litro, sensor de estacionamento, hambúrguer de microondas, internet wireless, asfalto feito com resíduo industrial, que servem pra suprir uma necessidade. Relacionamento aberto é dejeto do nosso convívio ególatra pseudo modernista e não funciona pra coisa nenhuma. Vai lá, como se coração tivesse saída para chip como telefone celular, onde você escolhe a companhia que deseja usar, contudo, a tecnologia do corpo humano estagnou no homo sapiens. Brega é calça boca-de-sino, andar de Maverick, fumar ou usar corrente de ouro, bigode e topete James Dean. Amor e vestidinho preto não saem da passarela. Amar e ser amado é que revoluciona a gente.

Nada de dragões, mandalas, morangos, agostos ou chás

.

Eu faço as coisas restritamente quando tenho vontade, você sabe como é. Meu agosto foi amargo e durou até outubro. Aí decidi: novembro ou nada.

de prefixo re

.

O imprevisto acontece e alguém te encontra.

E te reecontra. Te reinventa. Te reencanta. 

Te recomeça.

.

Gostava do avesso

Eu tinha uma ideia de amor não baseada na nossa realidade, e talvez tenha sido esse meu pecado.

Amor sem aviso prévio

 
Não perca o agora, o hoje e tudo que está ao seu redor. Principalmente as pessoas. Pois, se não notou, é por elas que você busca grandes coisas. De todos os beijos que você dá, nunca saberá qual deles será o de despedida.
 

Volta

Quero você aqui, no meio das minhas coisas, meus livros, discos, filmes, minhas ideias, manias, suspiros, recortes. Respirando o mesmo ar e todas coisas que alimentam àquela nossa, tua, minha inesgotável saudade. Entra, não pergunte se pode ficar. Vem e fica. Vai e volta.

Tá bem

Eu caso, se preciso for. Eu amo você, por mim tudo bem. Conheço seus pais e faço ambos me amarem como você me ama – ok, não exatamente como você me ama. Onde você pedir com jeitinho e beicinho, eu assino. Mas deixa eu me embriagar com o aroma, a cor e a textura das suas coxas. Agora e pra sempre.

Inesgotável

Todo mundo tem um nó pra desatar ou um laço pra fazer..

Fluescência

Porque somos todos pedaços alheios.

Fierce People

Porque somos todos pedaços alheios.

Pensar Longe

Porque somos todos pedaços alheios.

palavrasespalhadas

Just another WordPress.com site

Aqui dentro de mim

Porque somos todos pedaços alheios.

Lembranças Inconscientes

Porque somos todos pedaços alheios.